Vasco classificado e Vitória a perigo após segundo dia da Libertadores de Praia

Cariocas voltaram a golear na competição e estão nas quartas de final, assim como Cerro Porteño e Iquique. Atual campeão perdeu novamente

O segundo dia de disputas da Copa CONMEBOL Libertadores de Futebol de Praia reservou pênaltis, os três primeiros classificados para as quartas de final e o atual campeão com sério risco de cair fora na primeira fase da competição. Vitoriosos nos seus embates no Parque Olímpico do Paraguai, em Assunção, Vasco-BRA, Cerro Porteño-PAR e Iquique-CHI já estão garantidos na próxima fase. O Vitória-BRA, que levou a taça no ano passado, precisa tirar a invencibilidade do Monagas-VEN nesta segunda, com bom saldo de gols, para seguir vivo no torneio.

O torneio segue a partir das 13h locais (14h de Brasília) desta segunda, na rodada que fecha a fase de grupos. 

Acassuso-ARG 3 (3) x (4) 3 Monagas-VEN

Para abrir o dia com emoção na quente tarde paraguaia, o Monagas começou com tudo o duelo frente ao Acassuso. Com direito a dois gols do goleiro Prado, abriu 3 a 0 e parecia destinado a somar três pontos pela primeira vez no torneio. O time argentino, porém, incentivado por poucos, mas barulhentos torcedores, voltou ao jogo por meio da bola parada e empatou em 3 a 3. A equipe ainda teve a chance de ganhar no tempo normal, mas Prado defendeu uma falta frontal. Sem gols na prorrogação, a decisão foi para os pênaltis, onde mais uma vez Prado se destacou: uma defesa (repetida após juiz marcar que ele se adiantou) e um gol para fechar a conta, dando um ponto aos venezuelanos.

Vitória-BRA 4 x 5 Guaviare-COL

Ainda contando apenas com quatro jogadores de linha, o atual campeão Vitória voltou a penar. Depois de perder na estreia para o Acassuso, até tentou fazer jogo parelho com o Guaviare-COL, saindo na frente e depois fazendo 2 a 1. O físico do adversário, porém, fez a diferença no fim e construiu a virada por 5 a 4. Para sorte dos baianos, porém, todos os outros rivais estão empatados com três pontos e, uma vitória com saldo de gols razoável frente ao Monagas, nesta segunda, mantém a equipe na competição.

Libertadores de Praia - Grupo A

Vasco-BRA 6 X 2 Tito Drago-PER

Logo depois de ver a derrota dos conterrâneos, o Vasco entrou em quadra disposto a não dar sopa para o azar. Firme na marcação e rápido no ataque, o Trem Bala da Colina logo abriu 4 a 0, ainda na primeira etapa, e controlou o jogo a partir dali. Os peruanos até esboçaram uma reação ao fazer dois gols, mas o placar final foi de 6 a 2, assegurando a presença dos cariocas nas quartas de final do torneio.

Cerro Porteño-PAR 8 x 1 Racing-URU

Melhor defesa e melhor ataque do campeonato até agora, o Cerro mais uma vez não deu chances para o seu rival já na noite de domingo. Depois de abrir o placar com poucos segundos de bola quicando, o time azul e grená não deixou o ritmo cair e pode dizer que tem para si as duas maiores goleadas da competição: 11 a 1 no Tito Drago e 8 a 1 no Racing, agora pronto para o confronto de gigantes frente ao Vasco.

Libertadores de Praia - Classificação Grupo B

Iquique-CHI 5 x 4 San Bernardino-PAR*

Depois de assegurar a vitória na estreia com uma bicicleta nos segundos finais, o Iquique voltou a aprontar das suas diante dos donos da casa San Bernardino, time com a torcida mais participativa da competição. Os chilenos abriram 2 a 0, levaram o empate e conseguiram o 3 a 2. Apostando na intensidade, porém, o San Ber conseguiu a remontada na etapa final e controlava a partida até os 37 segundos. Em lance inusitado, no entanto, seu goleiro tentou lançamento longo, a zaga afastou de cabeça e acabou encobrindo o arqueiro para mandar a decisão à prorrogação. No tempo extra, restando apenas oito segundos, o juiz marcou pênaltis após saída atrapalhada do arqueiro, batido e convertido por Daniel Papic para alegria dos classificados chilenos.

*Na prorrogação

Hamacas-BOL 5 x 1 Fluminense-EQU

Depois de ser o único time a terminar a primeira rodada sem gols, o Hamacas deu a volta por cima cheio de classe para fechar o domingo de futebol de areia. Com jogo tático bem encaixado e possibilitando poucas chances ao Fluminense, abriu o placar, não se desesperou com o empate e controlou o marcador a partir dali. No fim, justa goleada por 5 a 1 para seguir forte na briga por uma vaga nas quartas.

Libertadores de Praia - Grupo C

Fechar