VAR na Copa CONMEBOL Libertadores 2019: quando se usa, como e o que você precisa saber

Pela terceira vez consecutiva, a principal Copa do continente contará com uso da tecnologia do VAR

A Copa CONMEBOL Libertadores de 2017 foi histórica por conta da estreia do VAR em competições sul-americanas, recurso usado a partir das semifinais (Lanús x River e Grêmio x Barcelona). O Vídeo Assistant Referre voltou nas quartas de 2018 e seguirá em 2019, agora em todos mata-matas do segundo semestre.

Confira abaixo todas as informações que você tem de saber a respeito da tecnologia e de sua aplicação na CONMEBOL Libertadores.


QUANDO SERÁ USADO?


Será utilizado o VAR a partir das oitavas de final. Desta forma, 29 partidas da Copa terão o recurso do árbitro de vídeo. 


COMO SE USARÁ?


Pitana2

  1. O lance é capturado pelas câmeras. Para assegurar a transparência, o VAR, assistido por um Operador de Reprodução, terá acesso independente a todas as câmeras oficiais da transmissão televisiva para que, em qualquer revisão, as imagens utilizadas sejam as mesmas vistas pelos espectadores na televisão.
  2. Todos os ângulos de imagens são enviados à sala de operação de vídeo.
  3. O VAR revisa o lance com todo este material audiovisual. 
  4. O VAR informa o árbitro central sobre o que se viu e/ou recomenda uma revisão no campo.
  5. O ábritro pode solicitar uma revisão diretamente.

QUAIS SÃO OS PASSOS A SEGUIR?


  1. Acontece o lance e o VAR irá checar se há um erro claro e óbvio.
  2. Se for um erro claro e óbvio, o VAR recomendará ao árbitro que a situação seja revisada.
  3. O árbitro aceita a recomendação do VAR indicando um sinal de tela de TV e escolhe tomar uma decisão baseada unicamente na informação recebida do VAR ou revisar a jogada na área de revisão no campo.

QUAIS DECISÕES PODEM SER REVISADAS?


  1. Gols
  2. Pênaltis
  3. Cartões vermelhos
  4. Confusão de indentidade

Fechar