Uruguaio Andrés Cunha apitará final da Copa CONMEBOL Libertadores

Andrés Cunha, responsável por dez partidas na Libertadores da América, será o árbitro do jogo que ocorre no próximo sábado - 24 de novembro

A finalíssima da Copa CONMEBOL Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors, já tem um árbitro. O uruguaio Andrés Cunha, de 42 anos, será o responsável pelo apito na partida que ocorre no estádio Monumental de Núñez, em 24 de novembro (sábado), às 18h (de Brasília).

As equipes se enfretam pela 2ª partida da decisão. Na ida, em La Bombonera, Boca Juniors e River Plate empataram em 2 a 2. O título ficará com o vencedor da segunda partida. Se houver novo empate, o duelo será decidido na prorrogação e, na sequência, nos pênaltis.

Esta é a 11ª partida de Andrés Cunha na Libertadores. Antes disso, ele comandou cinco jogos na fase de grupos, dois nas oitavas de final, dois nas quartas de final e um na semifinal.

Ele se responsabilizou por 52 amarelos e quatro expulsões pelo fato de o jogador receber um segundo amarelo. O árbitro ainda expulsou um jogador de forma direta. Andrés Cunha assinalou três pênaltis na Libertadores.

O árbitro apitou dois jogos do Boca Juniors, ambos como visitante. Os xeneizes empataram nas duas ocasiões pelo mesmo placar - 1 a 1. A primeira igualdade foi diante do Palmeiras, em 12 de abril, na fase de grupos. A segunda foi em 5 de outubro, nas quartas de final, diante do Cruzeiro.

Andrés Cunha apitou também duas partidas do River Plate. A primeira foi em 24 de maio, no empate em 0 a 0 com o Flamengo na fase de grupos. A segunda foi o triunfo por 2 a 1 sobre o Grêmio na partida de volta da semifinal, em Porto Alegre.

Fechar