Todas as participações do Nacional na Copa CONMEBOL Libertadores

Uruguaios são recordistas em participações ao lado do rival Penãrol e conquistaram três títulos, mas não levantam a taça continental desde 1988

Recordista de participações na Copa CONMEBOL Libertadores ao lado do rival Peñarol, o Nacional do Uruguai disputará em 2019 a competição pela 46ª vez. Os Decanos obtiveram classificação direta à fase de grupos.

Com três títulos, os uruguaios estão entre os dez clubes com mais títulos na história da Libertadores, mas levantaram a taça pela última vez há 30 anos. O Nacional acumula o segundo melhor retrospecto do torneio, com 159 vitórias, 103 empates e 115 derrotas em 377 partidas. Confira o histórico:


CAMPEÃO


Luis Ubiña Nacional Copa Libertadores 1971

O primeiro título do Nacional na Libertadores veio em 1971, quando o esquadrão que tinha o pernambucano Manga como goleiro superou o Estudiantes. A segunda taça, em 1980, foi conquistada diante do Internacional, campeão brasileiro no ano anterior. O tri continental chegou em 1988, em que o time que contava com Hugo De Leon na zaga bateu o Newell's Old Boys.


VICE


Os Decanos perderam três das seis finais continentais que disputaram, todas na década de 1960, sendo derrotados por Independiente (1964), Racing (1967) e Estudiantes (1969).

SEMIS


Sete campanhas do Nacional do Uruguai em sua trajetória na Copa CONMEBOL Libertadores pararam nas semifinais: 1962, 1966, 1972, 1981, 1983, 1984 e 2009.

OUTRAS EDIÇÕES


Nacional Montevideo Chapecoense Libertadores 27042017

O Nacional foi eliminado da competição nas quartas de final em cinco edições: 1970, 1991, 2002, 2007 e 2016, a melhor campanha mais recente. Em 2017, chegou às oitavas de final, mas acabou eliminado pelo Botafogo após duas derrotas. Em 2018, os uruguaios não passaram da fase de grupos, em chave que classificou Santos e Estudiantes aos mata-matas.

O sorteio dos grupos da Copa CONMEBOL Libertadores 2019 será no dia 17 de dezembro, em Luque, no Paraguai.

A Libertadores de 2019 já tem 44 dos 47 participantes definidos: 

Argentina: River Plate, Boca Juniors, San Lorenzo, Godoy Cruz, Huracán, Rosario Central e Talleres
Bolívia: Jorge Wilstermann e The Strongest
Brasil: Cruzeiro, Palmeiras, Internacional, Flamengo, São Paulo, Grêmio e Atlético-MG
Chile: Universidad Católica, Universidad de Chile, Universidad de Concepción e Palestino
Colômbia: Atlético Nacional, Independiente Medellín, Junior Barranquilla e Tolima
Equador: LDU, Barcelona, Emelec e Delfín
Paraguai: Olimpia, Cerro Porteño, Nacional e Libertad
Peru: Alianza Lima, Melgar, Real Garcilaso e Sporting Cristal
Uruguai: Peñarol, Nacional, Danubio e Defensor
Venezuela: Caracas, Deportivo La Guaira, Deportivo Lara e Zamora

Fechar