São Paulo empata em casa e está fora da Libertadores; Talleres encara Palestino na Fase 3

Tricolor não consegue inverter o placar e se torna o terceiro time brasileiro a ser eliminado antes da fase de grupos. Argentinos venceram o jogo de ida por 2 a 0

Durou apenas duas partidas a 19ª participação do São Paulo na Copa CONMEBOL Libertadores. Abatido e nervoso por precisar de uma vitória por três gols de diferença para avançar diretamente à terceira fase, a equipe treinada por André Jardine ficou no 0 a 0 com o Talleres, na noite desta quarta-feira (13), no Morumbi, e se despediu da competição na Fase 2 - confira detalhes e números do confronto.

Desta forma, o Tricolor se tornou a terceira equipe brasileira a ser eliminada da Copa antes de chegar à fase de grupos, repetindo o Corinthians, em 2011, e a Chapecoense, no ano passado.

Os argentinos, que venceram o jogo de ida pela Fase 2 por 2 a 0, em Córdoba, enfrentarão o Palestino, do Chile, na etapa seguinte do torneio. Quem passar desse confronto integrará o Grupo A, ao lado de River Plate, atual campeão da Libertadores, Internacional e Alianza Lima

No papel, o São Paulo foi a campo com uma formação ofensiva, com apenas um volante (Willian Farias) e Hernanes tendo Helinho ao lado no meio de campo para municiar um trio de ataque formado por Everton, Pablo e Diego Souza. Na prática, os jogadores de criação não receberam apoio da linha ofensiva para abrir espaços na marcação.

Com o ataque quase o tempo todo posicionado dentro da área do Talleres, o Tricolor se limitou a cruzamentos. A chance perdida por Diego Souza, aos 31 minutos, que cabeceou sozinho para fora, poderia ter dado o gol que o time tanto precisava para iniciar a reação, mas exemplificou apenas a falta de repertório ofensivo.

Recuado, os argentinos apostaram em contra-ataques e criaram mais situações de perigo na etapa inicial, mesmo com apenas 38% de posse de bola.

A ansiedade vinda das arquibancadas aumentou o nervosismo do São Paulo no segundo tempo, com a mesma dificuldade para criar situações de gol mesmo com mais controle do jogo. 

Aos 62 minutos, Jardine sacou Helinho e Bruno Peres para as entradas de Araruna e Nenê. Pouca coisa mudou ofensivamente, mas saiu a primeira finalização certa do Tricolor na partida instantes depois, em cabeçada de Pablo.

Para piorar, aos 80, Everton foi expulso após acertar um chute no rosto de Enzo Díaz. Aos 84, Nenê balançou a rede rival, mas o lance foi anulado por impedimento.

Para o Talleres, que disputa a Libertadores apenas pela segunda vez em sua história, restou segurar a bola quando a teve e fazer o tempo passar até comemorar a classificação à terceira fase.

Fechar