CONMEBOL Libertadores 2015: River Plate vence Tigres na final e inicia era Gallardo na Copa

Tricampeonato da América teve eliminação do rival Boca nas oitavas e vitória sobre mexicanos na decisão

A CONMEBOL Libertadores 2015 teve rivalidade até demcais. River Plate e Boca Juniors se enfrentaram nas oitavas de final, e o jogo da volta não acabou no campo. Um incidente com gás de pimenta em La Bombonera gerou a eliminação do Boca e abriu caminho para o rival buscar a Glória Eterna pela terceira vez.

River Plate Libertadores 2015

Um final feliz para um início de campanha cambaleante. Os Millonarios avançaram com somente sete pontos, metade do líder Tigres, que viria a ser o rival na decisão. A irregularidade na Fase de Grupos colocou o maior rival pela frente. Após o incidente e a vaga, o Cruzeiro foi o adversário nas quartas.

A derrota em Buenos Aires colocou em xeque a continuação na luta pela taça, porém uma atuação irretocável no Mineirão mostrou para a América a consistência daquela equipe. Goleada por 3 a 0 fora da casa e classificação garantida.

Na semifinal, a surpresa da competição. O Guaraní, do Paraguai, havia passado por clubes mais fortes do que ele, mas parou no River. Os argentinos venceram em casa por 2 a 0 e empataram em Assunção por 1 a 1.

A final reservou mais dois duelos contra o Tigres. O time mexicano contou com o alto investimento financeiro e nomes importantes como o de Rafael Sóbis e o francês Gignac. Na Fase de Grupos, foram dois empates, assim como no jogo de ida disputado no Estádio Universitário.

O quarto duelo entre eles, porém, foi bem diferente. Em um Monumental abarrotado, o River goleou por 3 a 0 e garantiu a conquista da América que não vinha desde 1996.

Foi o segundo título internacional do River com Marcelo Gallardo no comando - em 2014, sagrou-se campeão da CONMEBOL Sul-Americana. Sob a batuta do técnico, os Millonarios foram a três finais de Copa em cinco anos.

NÚMEROS DO CAMPEÃO

14 jogos
5 vitórias
7 empates
2 derrotas
18 gols pró
9 gols contra
Artilheiros: Carlos Sánchez e Rodrigo Mora (4 gols)

FICHAS TÉCNICAS

Tigres 0-0 River Plate

Data: 29/7/2015
Local: Estádio Universitário, San Nicolás de los Garza (México)
Libertadores: Final, ida
Árbitro: Antonio Arias (Paraguai)

Tigres: Nahuel Guzmán, Israel Jimenéz, Hugo Ayala (José Arturo Rivas), Juninho, Jorge Torres Nilo, Jürgen Damm, Guido Pizarro, Egidio Árevalo Rios (Jesús Dueñas), Damián Álvarez; Rafael Sobis, André-Pierre Gignac. Técnico: Ricardo Ferretti.

River Plate: Marcelo Barovero, Gabriel Mercado, Jonathan Maidana, Ramiro Funes Mori, Leonel Vangioni, Carlos Sanchéz, Matías Kranevitter, Leonardo Ponzio (Lucho González), Tabaré Viúdez (Gonzalo Martínez), Rodrigo Mora (Nicolás Bertolo), Lucas Alario. Técnico: Marcelo Gallardo.

River Plate 3-0 Tigres

Data: 5/8/2015
Local: Monumental de Nuñez, Buenos Aires (Argentina)
Libertadores: Final, volta
Árbitro: Darío Ubríaco (Uruguai)

River Plate: Marcelo Barovero, Camilo Mayada, Jonathan Maidana, Ramiro Funes Mori, Leonel Vangioni, Carlos Sánchez, Matías Kranevitter (Lucho González), Leonardo Ponzio, Nicolás Bertolo, Lucas Alario (Sebastián Driussi), Fernando Cavenaghi (Leonardo Pisculichi). Técnico: Marcelo Gallardo.

Tigres: Nahuel Guzmán, Israel Jimenéz (Joffre Guerrón), Juninho, José Arturo Rivas, Jorge Torres Nilo, Jürgen Damm, Guido Pizarro, Egidio Árevalo Ríos (Jesús Dueñas) e Javier Aquino, Rafael Sobis, André-Pierre Gignac. Técnico: Ricardo Ferretti.

Gols: Lucas Alario (44’), Carlos Sánchez (74’), Ramiro Funes Mori (78’).

Fechar