River acumula triunfos em mata-matas e 'pinta' mapa da América do Sul

Clube já eliminou cinco campeões da CONMEBOL Libertadores nas últimas edições e chega à segunda final da competição em apenas quatro anos

O River Plate de Marcelo Gallardo desbravou e conquistou o continente nos últimos anos. De 2014, quando o clube conquistou a Copa CONMEBOL Sul-Americana, em diante, os Millonarios começaram a fincar sua bandeira pela América do Sul.

Depois da Sul-Americana, vieram os títulos da Libertadores, em 2015, e das Recopas de 2015 e 2016. O clube vai acumulando sucessos nas fases de mata-matas por vários países e, partir deste sábado, decide o título de 2018 contra o Boca Juniors, seu maior rival.

O River disputou 11 mata-matas com Gallardo pela Libertadores: venceu nove. A lista de vítimas é grande e de peso: Boca, Racing, Independiente, Cruzeiro, Grêmio, Guaraní do Paraguai (duas vezes), Jorge Wilstermann e Tigres. Apenas o Independiente Del Valle (oitavas de 2016) e o Lanús (semi de 2017) derrubaram o River Plate no período.

Com o atual treinador, o clube disputou quatro Libertadores. Campeão em 2015, agora volta a estar em uma final. Contando todos os torneios da CONMEBOL, o River encarou 21 mata-matas desde 2014, com 18 triunfos e três eliminações (Huracán foi o outro a ter sucesso, na semi da Sul-Americana de 2015).

Fechar