Recopa: a descontração e as diferenças entre Athletico e River na véspera da decisão

Nesta terça-feira, Athletico Paranaense e River Plate fizeram os últimos ajustes em Curitiba para a partida desta quarta. Táticas, alegria e adaptação

Athetico Paranaense e River Plate estão prontos para começar a decidir a CONMEBOL Recopa. Na véspera da partida, as duas equipes fizeram os últimos ajustes em Curitiba. As práticas foram diferentes. O pensamento é igual: arrancar com uma vitória para decidir com vantagem em Buenos Aires na semana que vem. 

Dono da casa, o Athletico fez as vezes de anfitrião e trabalhou antes. O técnico Tiago Nunes aproveitou o dia para alinhar a estratégia para o duelo na Arena da Baixada. Foram 15 minutos de treino aberto para a imprensa. Depois, só estratégia.

O Furacão cedeu a casa aos hermanos. O River também treinou no CT do Caju, já mergulhado na noite da capital paranaense. Os comandados de Marcelo Gallardo conheceram o gramado sintético, como é o campo da Arena da Baixada. A atividade foi neste tipo de piso, com dimensões menores. Gallardo mais assistiu do que orientou. Abriu tudo. Dividiu times de sete e os revezou. Um exercício de adaptação para um solo que é novidade para o atual campeão da CONMEBOL Libertadores. Assim como na prática do Athletico, houve também muita descontração.

Na noite desta quarta, brasileiros e argentinos medirão forças. Campeões da CONMEBOL Sul-Americana e da Libertadores estarão frente a frente. Os costumes são diferentes. O objetivo é igual: todos querem a Recopa.

Fechar