Rafinha e Ramires: reforços da Liga dos Campeões para a CONMEBOL Libertadores

Reforços de Flamengo e Palmeiras, lateral-direito e meio-campista possuem no currículo larga experiência e o título da maior competição da Europa. Agora, o desafio é conquistar a América

Depois de conquistar a Europa, o foco é a América do Sul. A definição serve tanto para Rafinha quanto para Ramires, jogadores anunciados nesta semana por Flamengo e Palmeiras, respectivamente. Em comum, os dois possuem um recheado currículo, com direito à conquista da Liga dos Campeões da Europa. Ótimo cartão de visitas para quem agora sonha com a conquista da CONMEBOL Libertadores, maior competições de clubes da América do Sul. 

Rafinha, de 33 anos, retorna ao Brasil depois de quase 15 anos na Europa. A experiência foi abastecida por uma longa e vitoriosa trajetória na mais importante competição de clubes do continente. Pelo Bayern de Munique, da Alemanha, conquistou o torneio de 2012-13, temporada em que o Bayern conquistou tudo que disputou. Ao todo, disputou 68 jogos de Liga dos Campeões e marcou dois gols.

Reconhecido por sua consciência tática, Rafinha também teve passagem pela Seleção Brasileira, com a qual conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008. A torcida do Flamengo o espera com ansiedade. Será sua primeira Libertadores da carreira. O início será no dia 24 de julho contra o Emelec no Equador pelas oitavas de final do torneio.

Para alegria dos palmeirenses, Ramires não fica por baixo. Revelado pelo Cruzeiro, o jogador de 32 anos goza de grande prestígio internacional e na Liga dos Campeões. Em 45 jogos, marcou sete gols e participou efetivamente de uma campanha vitoriosa: foi campeão na temporada 2011-12 pelo Chelsea, ao bater justamente o Bayern de Rafinha na final. O elenco campeão tinha nomes como Lampard, Drogba, entre outros. 

Ramires pelo Chelsea

Depois de dez anos fora, com passagens pela Europa e China, seu último destino, Ramires retorna com boa bagagem na Libertadores. Ele disputou as edições de 2008 e 2009 pelo Cruzeiro. Foram 21 jogos e seis gols, cinco na de 2008 e um, na de 2009. Nessa última foi vice-campeão, perdendo a final para o Estudiantes. Em ambas, com presença constante no time titular. Experiência de quem disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014 pela Seleção Brasileira. 

A caminhada de Ramires e do Palmeiras para o clube tentar reconquistar a América depois de 20 anos do primeiro título alviverde começa no dia 23 de julho contra o Godoy Cruz em Mendoza, na Argentina. 

Certo é que tanto para Flamengo quanto para Palmeiras, experiência e prestigío serão somados na reta final da competição. E Rafinha e Ramires terão a chance de entrar para um grupo seleto de jogadores que venceram tanto a Libertadores quanto a Liga dos Campeões. Apenas nove atletas conseguiram tal feito, seis brasileiros e três argentinos. São eles: Juan Pablo Sorín, Walter Samuel e Carlitos Tevez, pela Argentina; Dida, Cafú, Roque Júnior, Neymar, Danilo e Ronaldinho Gaúcho pelo Brasil. Será que vem mais história?

Fechar