Quinteto fatura o bi e entra na história do River Plate na Libertadores

Apenas cinco jogadores estiveram nas conquistas de 2015 e 2018, feito inédito em toda a história do novo campeão da Copa CONMEBOL Libertadores

Jonathan Maidana, de 33 anos, Leonardo Ponzio, 36, Camilo Mayada, 27, Rodrigo Mora, 31, e Pity Martínez, aos 25, formam agora um quinteto que está na história do River Plate. Campeões da CONMEBOL Libertadores em 2015 e 2018 com os millonarios, os cinco jogadores são os primeiros bicampeões com a camisa do clube de Buenos Aires.

Martínez, que vai deixar o River no fim do ano para jogar nos Estados Unidos, fechou a conta na vitória por 3 a 1 do último domingo, contra o Boca Juniors, no Santiago Bernabéu. Fechou a campanha com três gols e duas assistências três anos depois de ficar no banco na finalíssima de 2015, quando o River Plate bateu o Tigres por 3 a 0, no Monumental de Nuñez.

Jonatan Maidana Boca River Copa Libertadores 11112018
Maidana, com a faixa de capitão, na final de ida

Os já veteranos Maidana e Ponzio foram titulares nas duas finais e estiveram na equipe principal em toda campanha de 2018. Peças-chave e respeitadas na equipe do ídolo Marcelo Gallardo.

Mayada, titular no título de 2015, entrou no decorrer do jogo contra o Boca e deu o passe para o golaço decisivo de Quintero, que determinou a virada em 2 a 1 já na prorrogação. Mora não entrou em campo nas finalíssimas.

No banco de reservas, Gallardo, já considerado o maior treinador da história do River Plate, comandou a equipe nas duas conquistas e se tornou também o primeiro treinador a conseguir a façanha pelo clube. O ídolo também foi campeão da Copa, como jogador, em 1996 - esteve, portanto, em três das quatro Libertadores erguidas pelo Millonario.

Fechar