Que loucura! River Plate bate o Grêmio de virada e está na final

River vira nos minutos finais, elimina o Grêmio e fará sua sexta final de Libertadores em busca do tetra. Argentinos esperam Boca ou Palmeiras

O festejo de Pity Martínez resume o que foi o final da partida na Arena: uma loucura! O gol do próprio, aos 50 minutos do segundo tempo, selou uma inesperada virada por 2 a 1 que começou a nove do fim do tempo regulamentar, quando Borré empatou o jogo para o River Plate contra o Grêmio. A vitória por 1 a 0 no jogo de ida, em Buenos Aires, e a parcial conquistada ainda no primeiro tempo em Porto Alegre, com gol de Leonardo, deixavam o Tricolor com a vaga em sua sexta final de CONMEBOL Libertadores nas mãos. Mas a festa final foi dos argentinos.

Quem joga uma decisão da Copa pela sexta vez é o River Plate, que fez sua enorme torcida no setor de visitantes da Arena do Grêmio ir à loucura com a inesperada virada. Debaixo de chuva, o River lavou a alma após a derrota em casa na semana passada e acabou com o sonho gremista de se tornar o clube brasileiro mais vencedor da Libertadores. O atual campeão, Tri, se despede do torneio e busca agora uma vaga na competição de 2019 via Campeonato Brasileiro.

O River do suspenso técnico Marcelo Gallardo não se intimidou com a casa lotada de gaúchos. O time argentino começou em cima do Grêmio, mas não teve qualidade para abrir o placar. Acabou sofrendo o gol num chute de fora da área de Leonardo aos 35 minutos do primeiro tempo. O Tricolor melhorou na volta do intervalo e teve nos pés de Everton, que entrou recuperado de lesão, a bola do jogo num contra-ataque em que o brasileiro ficou livre na frente de Armani. Mas o goleiro argentino cresceu! E sua equipe cresceu junto...

Borré deu a esperança que faltava. Nos acréscimos, Bressan desviou a bola com a mão dentro da área, em pênalti marcado com auxílio do VAR. O zagueiro foi expulso. Martínez fez as vaias silenciarem após a cobrança perfeita e os gritos que ecoaram na Arena passaram a vir só do setor de visitantes. O River Plate está na final e pode fazer uma decisão histórica contra o Boca Juniors, seu maior rival. 

Com vantagem de 2 a 0 conquistada na ida, o Boca decide a última vaga nesta quarta, contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

 

Fechar