Pity Martínez: prêmio Bridgestone de melhor jogador da final da CONMEBOL Libertadores

Com lágrimas nos olhos, autor do último gol da decisão está de saída do clube após o Mundial de Clubes. Camisa 10 se tornou um ídolo do River Plate

Gonzalo Martínez correu, como se voasse, para a glória nos minutos finais da vitória do River Plate. Os campeões venciam por 2 a 1, e seu gol fechou a conta para a explosão geral da torcida millonaria. O camisa marcou o último da campanha do tetra do River e recebeu o prêmio Bridgestone de melhor jogador da final da Copa CONMEBOL Libertadores de 2018.

"Não se pode explicar o que estou sentindo. Passam muitas coisas pela minha cabeça, minha família, minha filha. Vou sentir muita saudade desse clube. Vou jogar o Mundial de Clubes e vou embora", afirmou, com lágrimas nos olhos. Martínez é um ídolo, uma referência no elenco. Após receber a medalha de campeão, o jogador pulou no gramado, pegou o celular e começou a gravar um vídeo. Atrás, todos cantavam: "El Pity Martínez, que loco que está!".

AFP River

"Fomos imprecisos no primeiro tempo. Mas fomos a única equipe que atacou. Jogamos a partida no campo deles", analisou campeão.

Fechar