CONMEBOL Libertadores 1980: Defesa sólida e artilheiro levam Nacional ao bicampeonato

Rodolfo Rodríguez brilha no gol, Victorino sobra no comando do ataque e uruguaios levam o título

Uma defesa quase intransponível e um atacante goleador foram os elementos que conduziram o Nacional ao segundo título da CONMEBOL Libertadores, em 1980. Com Rodolfo Rodríguez seguro no gol, coube a Waldemar Victorino fazer os gols decisivos na caminhada até a taça.

Na Fase de Grupos, os uruguaios avançaram após eliminar Defensor, Oriente Petrolero e The Strongest. O único tropeço aconteceu em La Paz, no revés por 3 a 0. No mais, foram cinco vitórias, 14 gols marcados e quatro sofridos.

Nacional Libertadores 1980

A defesa segura apareceu novamente na fase semifinal, na chave com Olimpia e O'Higgins, do Chile. Foram três vitórias e um empate. Mais cinco gols marcados e um contra.

O caminho na final teve pela frente o Internacional, então campeão brasileiro do ano anterior de maneira invicta. Nomes como os de Falcão, Batista, Mário Sérgio e Jair não conseguiram furar a boa defesa uruguaia no jogo de ida, no Beira-Rio.

Na volta, em um Centenário com quase 70 mil pessoas, brilhou a estrela de Victorino. Artilheiro daquela Libertadores, com seis gols, ele garantiu mais um título para o Nacional.

NÚMEROS DO CAMPEÃO

12 jogos
9 vitórias
2 empates
1 derrota
20 gols pró
5 gols contra
Artilheiro: Waldemar Victorino (6 gols)

FICHAS TÉCNICAS

Internacional 0-0 Nacional

Data: 30/7/1980
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (Brasil)
Libertadores: Final, ida
Árbitro: Jorge Eduardo Romero (Argentina)

Internacional: Gasperin, Toninho, Mauro Pastor, Mauro Galvão, André Luiz, Falcão, Batista, Tonho, Jair, Chico Spina (Adavílson), Mário Sérgio. Técnico: Ênio Andrade.

Nacional: Rodolfo Rodríguez, José Moreira, Juan Blanco, Hugo de León, Washington González, Eduardo de la Peña, Víctor Espárrago, Arsenio Luzardo, Alberto Bica, Waldemar Victorino, Dardo Pérez. Técnico: Juan Mujica.

Nacional 1-0 Internacional

Data: 6/8/1980
Local: Centenário, Montevidéu (Uruguai)
Libertadores: Final, volta
Árbitro: Edson Perez (Peru)

Nacional: Rodolfo Rodríguez, José Moreira, Juan Blanco, Hugo de León, Washington González, Eduardo de la Peña, Víctor Espárrago, Arsenio Luzardo, Alberto Bica, Waldemar Victorino, Dardo Pérez. Técnico: Juan Mujica.

Interancional: Gasperin, Toninho, Mauro Pastor, Mauro Galvão, Cláudio Mineiro; Falcão, Batista, Jair (Berreta), Chico Spina, Adílson, Mário Sérgio. Técnico: Ênio Andrade.

Gol: Waldemar Victorino (35’).

Fechar