Mas será o Benedetto de novo? Atacante brilha e vacila

Carrasco do Palmeiras com três gols em três finalizações na semi, atacante manteve o desempenho ao entrar na final, mas perdeu gol no último minuto na Bombonera

Eram 27 minutos do primeiro tempo quando Benedetto foi chamado mais uma vez por Guillermo Schelotto. A missão de ir a campo pela Copa CONMEBOL Libertadores foi dada mais cedo do que aconteceu nas semifinais contra o Palmeiras, mas o jogador do Boca não demorou a mostrar, também diante do River Plate, que tem estrela.

Benedetto substituiu o machucado Pavón e antes mesmo do intervalo finalizou pela quarta vez na Libertadores. Quarto gol, 100% de aproveitamento! O atacante, que mandou para a rede os três arremates na fase anterior (fez três dos quatro gols do Boca diante dos brasileiros), marcou de cabeça aos 46 minutos da primeira etapa.

O gol desempatou o Superclássico em 2 a 1. Benedetto só nao foi perfeito porque aos 44 da etapa final, com o resultado em 2 a 2, o atacante perdeu grande chance na frente de Armani. Após receber um passe limpo de Tevez na grande área, o atleta do Boca parou no goleiro do River, que cresceu e fez a defesa.

Boca e River decidem o título da Libertadores no dia 24 de novembro, no Monumental. Quem vencer leva a taça.

Nandez Benedetto Boca River Final Copa Libertadores 11112018

Fechar