Marcelo Gallardo, o homem da virada do River sobre o Boca na história da CONMEBOL Libertadores

Ídolo elimina o maior rival pela terceira vez seguida na Copa e deixa o clube em vantagem por mata-matas da competição: 3 a 2, com direito a vitória em final e triunfo dentro da Bombonera

Marcelo Gallardo. Nome e sobrenome do homem responsável por uma virada histórica em uma das maiores rivalidades do planeta. Existia o Superclássico antes de Gallardo, e agora há o Superclássico depois de Gallardo. O maior ídolo da história do River Plate é o responsável por colocar o clube acima do Boca Juniors na CONMEBOL Libertadores. Se não em títulos, sim nos confrontos decisivos.

No dia 22 de outubro de 2019, Gallardo, meia campeão da Copa pelo clube em 1996, completou a trinca contra o rival na maior competição da América do Sul. Os triunfos nas oitavas de final de 2015, final de 2018 e semi de 2019 dão aos Millonarios a vantagem de 3 a 2 em duelos de mata-mata pela Libertadores. 

Em cinco anos, o River virou um jogo por anos favorável ao Boca, que passou por seu rival nas campanhas de 2000 (quartas) e 2004 (semi). Traumas que o torcedor remoía. O Boca Juniors chegou a seis títulos da Libertadores em 2007, contra dois do River Plate. Com Gallardo, a distância passou a ser de 4 a 6.

Se ainda não chegou ao hexa do rival, o torcedor millonario hoje pode bater no peito e dizer que venceu o Boca na única final de Copa. Não apenas isso. Menos de um ano depois, eliminou o maior rival dentro da Bombonera, sacramentando uma superioridade em mata-matas de Libertadores no Superclássico.

Gallardo é a personificação do sonho de qualquer torcedor: ter um ídolo multicampeão como treinador. Um ídolo que fez do River Plate o maior vencedor da América nesta década e, de quebra, reescreveu a história de uma rivalidade.

Campeão em 1986, 1996, 2015 e 2018, o gigante River vai para a sua sétima final, contra Flamengo ou Grêmio, em busca do penta. Com a firmeza e segurança de quem tem Marcelo Gallardo sentado no banco de reservas. Os brasileiros serão capazes de vencê-lo?

River Plate  - Boca Juniors Semifinal Libertadores vuelta

Fechar