Lugano faz alertas ao São Paulo, mas diz: 'Clube é respeitado e temido na América'

Ex-zagueiro, campeão da CONMEBOL Libertadores de 2005, analisou o caminho do Tricolor, que terá o Talleres pela frente no primeiro mata-mata preliminar

Presente em campo na última campanha do São Paulo na CONMEBOL Libertadores, em 2016, quando o clube chegou à semifinal, o ex-zagueiro Diego Lugano representou o Tricolor no sorteio das chaves da edição de 2019, na última segunda-feira, em Luque, no Paraguai.

Ídolo tricolor, campeão da Copa em 2005, Lugano hoje é diretor de relações internacionais do São Paulo. Ele destacou as dificuldades que o clube terá no caminho, mas exaltou respeito internacional do tricampeão da Libertadores. O Tricolor estreia na segunda fase preliminar, em mata-mata, contra o Talleres, da Argentina. A ida será fora e a volta, no Morumbi.

"É uma alegria estar de novo na Libertadores. Ela vai começar pegada, muito difícil para a gente. Talleres é forte, tem tradição, o ano vai começar difíceis. O São Paulo tem uma das sequências mais complicadas, tanto na preliminar quanto nos grupos", afirmou Lugano.

CONMEBOL Libertadores 2019 sorteo draw

Se passar pelo Talleres, o São Paulo enfrentará o vencedor de Palestino, do Chile, e Independiente Medellín, da Colômbia, no segundo mata-mata. Indo aos grupos, o clube terá as companhias de River Plate, atual campeão, Internacional e Alianza Lima, do Peru.

"A bolinha do São Paulo, quando sai no sorteio, também é temida pelos adversários. Eles também estão se lamentando. Temos de encontrar nosso melhor jogo em um mês, usar o respeito e a camisa que o São Paulo tem na América para seguir. O clube é muito temido", analisou.

"O time vai ter de chegar com rodagem, o que é difícil por ser começo de ano. Precisa ter respeito para encarar esse mata-mata, ter humildade para saber o que melhorar e sonhar alto. Quando o São Paulo vai avançando na Libertadores, cresce e toda América sabe disso, o elenco vai sentir", disse Lugano.

Fechar