Juanfran mira Copa com o São Paulo: 'A Libertadores tem mais favoritos do que a Champions, é mais difícil'

Experiente espanhol joga a Copa pela primeira vez na América do Sul e fala dos seus objetivos vestindo a camisa de um tricampeão. "Estar no São Paulo é um orgulho"

Juan Francisco Torres Belén, mundialmente conhecido apenas como Juanfran. Um espanhol de seleção, com vitoriosa carreira no Atlético de Madrid, chegou ao São Paulo, aos 35 anos, com a ambição de um novato e com taças a serem conquistadas como objetivo na América do Sul. Uma delas, claro, é a CONMEBOL Libertadores.

O sorridente espanhol, já arriscando palavras em português, respondeu como um torcedor tricolor ao ser questionado sobre o que conhece da Copa. "Sei que o São Paulo é tricampeão da Libertadores", afirmou Juanfran, numa entrevista exclusiva ao CopaLibertadores.com em meio a um ensaio de fotos especial no CT do clube.

O lateral-direito, que pela primeira vez atua na América, fez um comparativo entre a Copa e a Liga dos Campeões, a qual foi finalista e duas vezes vice-campeão com o Atlético, em 2014 e 2016. Juanfran vê mais favoritos ao título na Libertadores do que na Europa o que, na sua visão, faz o torneio ser mais complicado. Confira um bate-bola com o espanhol tricolor:

O que você conhece da CONMEBOL Libertadores?
O que eu mais conheço da Libertadores é que o São Paulo é tricampeão. Tem uma grande história a Libertadores, como a Champions na Europa. Desde o ano passado, quando eu já estava morando no Brasil, segui muito mais a Libertadores e agora a seguirei ainda mais, vou poder jogá-la. É um orgulho grandíssimo para mim, eu não imaginava nunca um dia poder jogar uma competição tão grande como a Libertadores. Estou com muita motivação de jogar e de poder conquistá-la.

Como avalia o nível dos clubes na América do Sul?
Há um grande nível, há muitos clubes muito bons. Qualquer clube sul-americano pode competir. Hoje se olha muito a Europa, os times da Champions. Na Libertadores, há times que poderiam competir para ganhar a Champions. É muito difícil, eu sei mais do que ninguém, estive em duas finais e não ganhei nenhuma. Mas tenho a ilusão de jogar uma Libertadores com o São Paulo e poder ganhá-la.

Jogar a Libertadores pelo São Paulo é um orgulho especial?
Só de vestir a camisa do São Paulo é um orgulho para mim. Seja um amistoso, um jogo contra a Ponte Preta, em qualquer estádio que você pode jogar, seja mais ou menos grande, é um orgulho vestir essa camisa, mais ainda jogando a Libertadores, pode ser. Mas o peso da camisa do São Paulo é sempre, na Libertadores ou num amistoso. Você tem de honrar a camisa sempre dando o seu máximo, colocando todo coração possível. Estou seguro que é um ano especial para o São Paulo e para o São Paulo na Libertadores também.

Algum clube é favorito?
Qualquer clube. Os times brasileiros são muito fortes, o uruguaios são muito fortes, os argentinos são muito fortes. Acho que aqui é mais equilibrado do que na Europa, na Champions. Há sempre dois ou três favoritos na Champions. Acho que na Libertadores há mais clubes que podem ser campeões, isso faz a competição mais bonita e mais difícil. Qualquer clube pode chegar ao máximo para conquistá-la.

São Paulo - especial Libertadores - Daniel Alves e Juanfran

Fechar