Histórico entre clubes de Brasil e Argentina pela CONMEBOL Libertadores

Brasileiros venceram mais jogos, mas argentinos tiveram mais triunfos nos confrontos de mata-mata. Boca Juniors acumula sucessos na história da Copa

Brasil e Argentina alimentam uma rivalidade histórica no futebol sul-americano e, claro, a CONMEBOL Libertadores faz parte do contexto de grandes duelos entre os países vizinhos. Você sabe qual é o histórico entre brasileiros e argentinos na maior Copa de clubes do continente? Os clubes do Brasil levam vantagem nos números gerais, mas quando o assunto são os mata-matas quem está na frente são os argentinos. 

Brasil x Argentina na Libertadores


HISTÓRICO DE JOGOS


Em 60 anos de Libertadores, os clubes de Brasil e de Argentina se enfrentaram 250 vezes, com 100 vitórias aos brasileiros até o início de 2020, contra 94 dos rivais - houve 56 empates. O Brasil leva vantagem nos gols: 332 contra 298.


 O DUELO MAIS VISTO


Rivais em finais e semifinais na história da Libertadores, Palmeiras e Boca Juniors fizeram o duelo mais frequente, com 10 jogos. Houve duas vitórias para cada lado e um total de seis empates, dois deles nas finais de 2000, quando os argentinos foram campeões nos pênaltis, após placares de 2 a 2, na Argentina, e 0 a 0, no Brasil. Dois empates, em 2 a 2, também levaram a decisão aos penais na semi 2001, mais uma vez vencida pelo Xeneizes. O confronto entre Cruzeiro e Boca é o segundo da lista: nove partidas, com quatro vitórias argentinas, três mineiras e dois empates.


MATA-MATAS


Se a Argentina leva vantagem, muito se deve ao desempenho do Boca Juniors, soberano nas séries eliminatórias entre brasileiros e argentinos. Foram 16 triunfos do Boca, o que o coloca muito à frente dos segundos colocados no ranking, que somam cinco, casos de River Plate, Grêmio e São Paulo. Das seis LIbertadores conquistadas pelo Boca Juniors, três delas tiveram volta olímpica no Brasil: contra Palmeiras, em 2000, Santos, em 2003 e Grêmio, em 2007.


A ÚLTIMA FINAL: FLAMENGO X RIVER


Fechar