Há 59 anos, o primeiro jogo e o primeiro gol de 60 edições da CONMEBOL Libertadores aconteceram no Uruguai

Carlos Borges marcou em 19 de abril de 1960 o primeiro gol da história da Copa na goleada do Peñarol, primeiro campeão, sobre o Jorge Wilstermann

A edição de 2019 da CONMEBOL Libertadores é especial por se tratar da Copa de número 60. O maior torneio da América do Sul teve sua primeira partida, o seu primeiro gol e seu primeiro vencedor há exatamente 59 anos, no dia 19 de abril de 1960, quando a primeira Libertadores, com sete clubes, começou no Uruguai.

Peñarol 7x1 Jorge Wilstermann e Carlos Borges. Jogo e jogador que estão eternizados na história. O palco foi o estádio Centenário, que, segundo os registros, recebeu cerca de 30 mil torcedores. A primeira bola na rede foi colocada por Borges, logo aos 13 minutos do primeiro tempo. Luis Cubilla bateu na trave e seu companheiro aproveitou o rebote para chutar duas vezes de dentro da pequena área. Após parar num adversário boliviano na primeira, ele mandou para a rede na segunda.

Estava aberta ali também a primeira goleada da Libertadores. Borges marcou outro, Cubilla mais um e os outros quatro foram de quem é, até os dias de hoje, o maior artilheiro da história da Libertadores: o atacante equatoriano Alberto Spencer, autor de 54 gols em 88 partidas.

Lucho Borges (em destaque na foto do time uruguaio da época) morreu aos 82 anos, em fevereiro de 2014. O ex-atacante era tirular da equipe que seria a primeira campeã da América, em 1960. Um time comandado por Roberto Scarone.

Peñarol - Libertadores 1960

“Tenho a honra de ter feito o primeiro gol. Aquilo me arrepiou a pele. É um orgulho para que meus netos saibam quem eu fui”, contou Borges, numa entrevista ao livro "Pionero de América", de César Groba.

San Lorenzo (Argentina), Wilstermann (Bolívia), Bahia (Brasil), Universidad de Chile, Millonarios (Colômbia), Olimpia (Paraguai) e Peñarol (Uruguai) foram os participantes da primeira Copa, que teve 39 gols em 13 partidas. As três fases foram eliminatórias, com jogos de ida e volta, entre seis clubes - o Olimpia entrou na semifinal por ter vencido o Universitário, do Peru, por WO na primeira eliminatória.

Uruguaios e paraguaios fizeram a primeira final. Após vitória por 1 a 0 do Peñarol em Montevidéu, as equipes empataram em 1 a 1 em Assunção e o clube do Uruguai conquistou ali a primeira de suas cinco taças, em junho de 1960 (o Carbonero esteve em 47 das 60 edições). A Copa número 1 teve duração de exatos dois meses.

Depois de 59 anos, a CONMEBOL Libertadores chegou à sua edição 60 com dez meses de disputa, envolvendo 47 clubes do continente. A taça mais cobiçada da América será erguida pela 60a vez em 23 de novembro, em final única a ser disputada em Santiago, no Chile.

Peñarol - Libertadores 1960

Fechar