CONMEBOL Libertadores 1983: Grêmio se torna o quarto time brasileiro a chegar à Glória Eterna

Tricolor Gaúcho bate o Peñarol na final e iguala feitos de Santos, Cruzeiro e Flamengo

A vigésima quarta edição da CONMEBOL Libertadores começou com apenas três brasileiros campeões. Em período dominado por argentinos e uruguaios, somente Santos, duas vezes, Cruzeiro e Flamengo haviam levantado o troféu.

Em 1984, porém, um campeão brasileiro inédito se fez presente. Sob o comando de Valdir Espinosa, o Grêmio teve na fase de grupos Flamengo, Blooming e Bolívar, ambos da Bolívia.

Os duelos contra o Rubro-Negro repetiram a final do Campeonato Brasileiro do ano anterior, quando os cariocas levaram a melhor. Mas desta vez a história foi diferente. O Grêmio eliminou o rival nacional, os bolivianos e avançou para a chave semifinal.

Na próxima fase, o Tricolor passou por Estudiantes, da Argentina, e América de Cali, da Colômbia. A final reservou um duelo com o Peñarol, então campeão que entrou somente na semifinal, superando Nacional, rival uruguaio, e Atlético, da Venezuela.

Na decisão, duelo de ida no Centenário e empate por 1 a 1, em Montevidéu. No confronto de volta, no Olímpico, Caio e César marcaram, e o capitão Hugo de Léon entrou para a história ao erguer o título inédito.

Arte Grêmio Libertadores 1983

NÚMEROS DO CAMPEÃO

12 jogos
8 vitórias
3 empates
1 derrota
23 gols pró
12 gols contra
Artilheiro: Osvaldo (6 gols)

FICHAS TÉCNICAS

Peñarol 1-1 Grêmio

Data: 22/7/1983
Local: Centenário, Montevidéu (Uruguai)
Libertadores: Final, ida
Árbitro: Teodoro Nitti (Argentina)

Peñarol: Gustavo Fernández; Victor Diogo, Walter Olivera, Nelson Gutiérrez, Néstor Montelongo, Miguel Bossio, Mario Saralegui, Walkir Silva (Julio Villarreal), Venancio Ramos, Fernando Morena, José Luis Salazar. Técnico: Hugo Bagnulo

Grêmio: Mazarópi, Paulo Roberto, Baidek, Hugo de León, Casemiro, China, Osvaldo, Tita, Renato Portaluppi, Caio (César), Tarciso. Técnico: Valdir Espinosa

Gols: Tita (12’); Fernando Morena (35’).

Grêmio 2-1 Peñarol

Data: 28/7/1983
Local: Olímpico, Porto Alegre (Brasil)
Libertadores: Final, volta
Árbitro: Edison Pérez Nuñez (Peru)

Grêmio: Mazarópi, Paulo Roberto, Baidek, Hugo de León, Casemiro, China, Osvaldo, Tita, Renato Portaluppi, Caio (César), Tarciso. Técnico: Valdir Espinosa.

Peñarol: Gustavo Fernández, Victor Diogo, Walter Olivera, Nelson Gutiérrez, Néstor Montelongo, Miguel Bossio, Mario Saralegui, Walkir Silva; Venancio Ramos, Fernando Morena, José Luis Salazar. Técnico: Hugo Bagnulo.

Gols: Caio (9’), César (78’); Fernando Morena (70’).

Fechar