Em casa, De Arrascaeta é #CraqueDoJogo e diz que Flamengo teve caráter

Camisa 14 exibiu sua técnica para ajudar o Mengão a voltar com um empate e a classificação diante do Peñarol, clube para o qual ele já admitiu torcer

O Flamengo não marcou gols, mas não precisou. O empate em 0 a 0 com o Peñarol bastou para a classificação às oitavas de final da Copa CONMEBOL Libertadores e abriu espaço para um uruguaio triunfar. Sim, teve um uruguaio que festejou na noite e atende pelo nome de Giorgian De Arrascaeta, eleito o #CraqueDoJogo em Montevidéu. 

Antes da partida decisiva, Arrascaeta foi perguntado se estava dividido. Ele admtiu que era torcedor do Peñarol na infância. Nem precisava. Imagens suas com a camisa do Carbonero são facilmente encontradas na internet. Mas Giorgian também disse que isso não entraria em campo e iria comemorar se marcasse pelo Flamengo. Não o fez, mas ajudou com sua classe. 

Leve como se estivesse em casa, o camisa 14 deixou os companheiros em condição de marcar três vezes. Com a técnica característica, deixou Gabriel na cara do gol logo no início da partida. O centroavante perdeu uma chance incrível. Ficou a bela assistência de Arrascaeta. 

O triunfo no Uruguai foi importantíssimo para o jogador, que ainda busca a melhor fase no Rubro-Negro, e para o clube. Na visão de Arrascaeta, os comandados de Abel Braga voltam mais forte de seu país, sua casa: "Foi sofrido, mas a equipe mostrou caráter. Soubemos nos fechar para não sofrer o gol", disse. 

Na noite de Montevidéu só um uruguaio festejou. E com classe. 

Fechar