Ricardo Oliveira marca dois, mas Galo estreia na Libertadores com empate fora de casa diante do Danubio

Gols fora de casa deixam o Atlético-MG dependendo de um empate sem gols no jogo de volta, na semana que vem, em Belo Horizonte, para avançar à terceira fase preliminar

O Atlético-MG ficou duas vezes em vantagem e foi superior a maior parte do tempo, mas deixou o Uruguai com um empate em 2 a 2 com o Danubio, nesta terça-feira (5), no Estádio Luis Franzini. O atacante Ricardo Oliveira marcou os gols do Galo. Federico Rodríguez e Sergio Felipe anotaram para os mandantes - confira detalhes e números do duelo.

Como o gol fora de casa tem peso para o desempate no placar agregado, o Atlético pode jogar por um 0 a 0 no jogo de volta, na próxima terça (12), às 19h15 (de Brasília), no Independência, em Belo Horizonte, para avançar na Copa. O vencedor do confronto disputará com Barcelona de Guayaquil ou Defensor a vaga aberta no Grupo E.

O quarteto ofensivo do Galo, formado por Luan, Cazares, Chará e Ricardo Oliveira, encontrou espaços no primeiro tempo, principalmente pelo lado esquerdo, mesmo com a equipe treinada por Levir Culpi até apresentando certa lentidão na troca de passes. 

Foram quatro oportunidades para marcar criadas em 20 minutos, mas todas pararam em Cristóforo. Na quinta chance, aos 29, Cazares deu lindo passe para Ricardo Oliveira na entrada da área. Ele tocou na saída do goleiro do Danubio e abriu o placar. 

Cristóforo ainda evitou o segundo gol do Atlético-MG, aos 35 minutos, parando com os pés uma cabeçada de Cazares, que aproveitou cruzamento de Fabio Santos pela esquerda.

O gol ratificou o domínio do Galo no jogo, com 54% de posse de bola e oito finalizações na meta do Danubio. Mas bastou um único vacilo antes do intervalo para o time da casa empatar. Aos 47 minutos, Olivera driblou Fabio Santos, entrou na área e tocou para Grossmüller, que rolou de lado para o atacante Federico Rodríguez superar Victor.

O Atlético manteve a estratégia de explorar o lado esquerdo do ataque e teve duas chances para virar após dez minutos de segundo tempo, ambas com Ricardo Oliveira, mas parou em Cristóforo, em noite inspirada. O cenário se repetiu também para o Danubio, que trocou passes até chegar em Olivera na grande área, mas Victor salvou o Galo no reflexo.

Os gols saíram de novo, e de forma semelhante à etapa inicial, quando os mineiros tinham amplo domínio em campo. Aos 77, Ricardo Oliveira escorou cruzamento de Maicon pela direita e venceu Cristóforo - foi o sétimo gol do atacante do Galo em quatro partidas em 2019. Três minutos depois, porém, Sergio Felipe subiu sozinho na defesa atleticana e empatou de cabeça.

O Atlético ainda teve uma oportunidade aos 88 minutos, em tiro livre indireto na área do Danubio, mas o chute de José Welison parou na defesa, quase em cima da linha.

Fechar