Consagrado na Europa com Messi e Neymar, Adriano sonha com a Libertadores pelo Athletico: 'É como a Champions'

Lateral teve longa carreira no exterior com títulos e estrelas ao seu lado. Agora, é arma do Furacão na CONMEBOL Libertadores

Aos 35 anos, Adriano decidiu encarar um novo desafio após passar mais de 15 anos no futebol europeu. O versátil jogador que iniciou a carreira no Coritiba retornou ao Brasil para defender o rival Athletico Paranaense. A escolha reflete a personalidade de quem é motivado por desafios. O próximo e mais importante: a conquista da CONMEBOL Libertadores .

Adriano sabe bem o sabor de uma conquista continental. Pelo Barcelona-ESP, venceu duas edições da Liga dos Campeões da Europa. Uma carreira consagrada. Mas falta a Libertadores, que segundo ele é como a "Champions". 

"Momento especial na minha carreira, depois de muitos anos poder voltar a atuar no Brasil, pelo Athletico, e poder participar de uma Libertadores. Um campeonato que aqui na América é como se fosse a Champions na Europa. Pra mim é como se fosse a primeira Libertadores, apesar de já ter muitos anos, desde 2004, que foi minha primeira Libertadores. E hoje podendo, outra vez, estar participando de uma Libertadores, uma competição importante como essa, pra mim é um prazer muito grande", afirmou Adriano, em entrevista aos canais oficiais da Libertadores durante um media day no Athletico.

Adriano disputou apenas a Libertadores 2004. quando o Coritiba caiu ainda na fase de grupos. Depois, ele se transferiu ao Sevilla-ESP, iniciando uma trajetória muito vitoriosa e cheia de aprendizados na Europa.

"Eu acho que o trabalho, o dia a dia, o comprometimento, o profissionalismo, você ser disciplinado desde cedo, já para quando você chegar no profissional, aquilo não se torne algo tão diferente do teu dia a dia até então. E a gente vai crescendo, dia a dia, jogo, nível de concentração, experiência também dentro de campo, parte tática, até pelo fato de eu ter jogado em várias posições. Isso que eu tento passar para os mais jovens", disse Adriano.

Na Espanha, Adriano teve a oportunidade de dividir vestário com Messi, Xavi, Iniesta, Neymar e tantos outros craques. E também enfrentou adversários parada dura.

"Com certeza o jogador de mais alto nível com quem joguei foi o Léo (Messi). Ele é um jogador diferenciado. Tive a oportunidade também de jogar com o Neymar, um jogador diferenciado também, muito diferenciado dos demais. E contra, na época do Sevilla, tive a oportunidade de jogar contra o Ronaldinho, que ele tava no auge da carreira, contra o Zidane, contra o Ronaldo, Cristiano (Ronaldo) também. Então só fera! Pude aprender muito, a favor e contra", contou o jogador do Athletico. 

Adriano atua em diversas posições, como nas duas laterais e no meio de campo e já joguei até no ataque. Antes da pausa na Libertadores, ele vinha jogando na lateral direita.

Fechar