CONMEBOL Libertadores 1985: Argentinos Juniors coloca nome na lista de campeões da América

Em final inédita, time da Argentina superou o América de Cali após três partidas

Independiente e Boca Juniors foram os clubes argentinos que dominaram a CONMEBOL Libertadores nos anos 1970 e início dos 1980. Mas, em 1985, um intruso entrou no caminho dos campeões: o Argentinos Juniors.

Em uma chave com o compatriota Ferro Carril e os brasileiros Vasco e Fluminense, avançou em primeiro lugar na chave. A dupla carioca ficou pelo caminho ainda Fase de Grupos.

Na chave semifinal, o Argentinos teve ao lado o Independiente, atual campeão e dono de sete conquistas, além do Blooming, da Bolívia. A disputa ficou polarizada entre os dois argentinos, e o Juniors levou a melhor.

A decisão contou com uma final inédita com o América de Cali, e o campeão só foi conhecido nos pênaltis da partida desempate. Em casa, o Argentinos venceu por 1 a 0, mas na Colômbia o América devolveu o placar.

A partida decisiva, em campo neutro no Paraguai, teve igualdade por a 1 a 1. Nas cobranças, o Argentinos Juniors levou a melhor: 5 a 4.

NÚMEROS DO CAMPEÃO

13 jogos
7 vitórias
4 empates
2 derrotas
17 gols pró 
11 gols contra 
Artilheiro: Claudio Borghi (6 gols)

FICHAS TÉCNICAS

Argentinos Juniors 1-0 América de Cali

Data: 17/10/1985
Local: Monumental de Nuñez, Buenos Aires (Argentina)
Libertadores: Final, ida
Árbitro: Juan Francisco Escobar (Paraguai)

Argentinos Juniors: Enrique Vidallé, Carmelo Villalba, Adrián Domenech, José Luís Pavoni, Jorge Olguín, Sergio Batista, Claudio Borghi, Emílio Commisso, José Castro, Carlos Ereros (Jorge Pellegrini), Renato Corsi. Técnico: José Yudica.

América de Cali: Julio Falcioni, Jorge Porras (Jose Chaparro), Henry Viáfara, Hugo Valencia, Gonzalo Soto, Gerardo González Aquino, Willington Ortiz, Juan Penagos (Alex Escobar), Anthony de Ávila, Roberto Cabañas, Ricardo Gareca. Técnico: Gabriel Uribe.

Gol: Emílio Comisso (40’).

América de Cali 1-0 Argentinos Juniors

Data: 22/10/1985
Local: Pascual Guerrero, Cáli (Colômbia)
Libertadores: Final, volta
Árbitro: Luís Carlos Felix (Brasil)

América de Cali: Julio Falcioni, Henry Viáfara, Hugo Valencia, Gonzalo Soto, Jose Chaparro, Gerardo González Aquino, Juan Battaglia (Hernan Herrera), Willington Ortiz (Anthony de Ávila), Pedro Sarmiento, Roberto Cabañas, Ricardo Gareca. Técnico: Gabriel Uribe.

Argentinos Juniors: Enrique Vidallé, Jorge Olguín, Carmelo Villalba, Adrián Domenech, José Luís Pavoni; Sergio Batista, Claudio Borghi, Emílio Commisso, José Castro (Juan José López), Mário Videla, Carlos Ereros (Armando Dely Valdéz). Técnico: José Yudica.

Gol: Willington Ortiz (3’).

Argentinos Juniors 1 (5)-(4) 1 América de Cali

Data: 24/10/1985
Local: Defensores del Chaco, Assunção (Paraguai)
Libertadores: Final, desempate
Árbitro: Hernán Silva (Chile)

Argentinos Juniors: Enrique Vidallé, Carmelo Villalba (Carlos Mayor), José Luís Pavoni, Jorge Pellegrini (Miguel Lemme), Adrián Domenech, Jorge Olguín, Sergio Batista, Emílio Commisso, Claudio Borghi, Mário Videla, Renato Corsi. Técnico: José Yudica.

América de Cali: Julio Falcioni, Henry Viáfara, Hugo Valencia, Gonzalo Soto, Jose Chaparro, Gerardo González Aquino, Pedro Sarmiento, Juan Battaglia (Hernán Herrera), Willington Ortiz (Anthony de Ávila), Roberto Cabañas, Ricardo Gareca. Técnico: Gabriel Uribe.

Gols: Emílio Comisso (27’); Ricardo Gareca (41’).

Fechar