Com Vasco em busca do tri, mata-mata da Libertadores de Futebol de Praia começa nesta quarta

Com a eliminação precoce do atual campeão vitória, Trem Bala da Areia é o representante brasileiro na competição e encara Hamacas-BOL

Depois da queda precoce do Vitória, vencedor do título em 2018, a Copa CONMEBOL  Libertadores de Futebol de Praia está à procura de um novo dono a partir desta quarta-feira. Com destaque para o Vasco, bicampeão do torneio, e para o clássico paraguaio entre Cerro Porteño e San Bernardino, o torneio abre o mata-mata nas quartas de final a partir das 17h (de Brasília) no Parque Olímpico do Paraguai, em Assunção.

Dono da melhor campanha e único a vencer os três jogos da primeira fase no tempo normal, o Trem Bala da Areia terá pela frente a equipe do Hamacas-BOL, classificada como melhor terceiro colocado do torneio. O duelo tem início marcado para as 18h30 (de Brasília) e será o segundo do dia.

Comandados pela base titular, formada por nomes como o capitão Antonio, o ala Jordan e o atacante Benjamin Jr, os vascaínos são os únicos vivos na disputa que já celebraram uma taça do torneio. A equipe levou o título da competição em 2016 e 2017, ficando com o vice-campeonato em 2018. Os bolivianos, por sua vez, chegam pela terceira vez seguida ao mata-mata e tentam ganhar a primeira eliminatória na história da competição.

Antes, entram em campo o Monagas-VEN e o Guaviare-COL, dois times que já se cruzaram no Grupo A. Na ocasião, o duelo só foi decidido na prorrogação, com um belo gol de voleio dos venezuelanos. Ou seja, promessa de mais disputa acirrada na Libertadores de Futebol de Praia.

Já à noite, o Iquique-CHI, líder do Grupo C, encara o Acassuso-ARG, segundo colocado do Grupo A, em outro duelo que promete bastante equilíbrio. Nos seis jogos envolvendo alguma das duas equipes até agora no torneio, três terminaram com a diferença mínima e um só foi decidido nos pênaltis.

Para fechar o dia, o poderoso Cerro Porteño encara a animada torcida do San Bernardino, no clássico dos dois paraguaios do torneio. Depois de ser derrotado pelo Vasco no duelo dos melhores ataques da competição, o Cerro tenta se recuperar diante do embalado rival com promessa de muitos gols para ambos os lados. Foi do Cerro a maior goleada do torneio (11 a 1 sobre o Tito Drago-PER), seguida de perto pelo 10 a 2 que o San Ber disparou sobre o Fluminense-EQU.

Quartas de final Libertadores de Praia

Fechar