CONMEBOL Libertadores 1991: Colo-Colo bate Olimpia e se torna primeiro time chileno a conquistar a Copa

Vitória em Santiago por 3 a 0 vingou frustração de 1973, quando perdeu a decisão para o Independiente

O Colo-Colo se tornou a primeira equipe a conquistar o título da CONMEBOL Libertadores, na edição de 1991, ao vencer o Olimpia por 3 a 0, com gols de Luis Pèrez (dois) e Leonel Herrera, no Estádio Monumental, em Santiago.

Além de derrubar o detentor da Copa na ocasião, os Caciques se redimiram do vice-campeonato continental em 1973, quando foram derrotado pelo Independiente.

Comandado pelo croata Mirko Jozik, primeiro treinador europeu a ser campeão da Libertadores, o Colo-Colo foi a quinta equipe a triunfar em uma final de Copa por uma diferença de três gols.

NÚMEROS DO CAMPEÃO

14 jogos
7 vitórias
5 empates
2 derrotas
22 gols pró
8 gols contra
Artilheiro: Ricardo Drabowski (6 gols)

FICHAS TÉCNICAS 

Olimpia 0-0 Colo-Colo

Data: 29/5/1991
Local: Defensores del Chaco, Assunção (Paraguai)
Libertadores: Final, ida
Árbitro: Ernesto Filippi (Uruguai)

Olimpia: Jorge Battaglia, Virginio Cáceres, César Castro, Remigio Fernández, Silvio Suárez, Fermin Balbuena, Jorge Guasch, Carlos Guirland, (Jorge Villalba), Luis Alberto Monzón, Gabriel González (Cristóbal Cubilla), Adriano Samaniego. Técnico: Luis Cubilla.

Colo-Colo: Daniel Morón, Miguel Ramírez, Lizardo Garrido, Javier Margas, Gabriel Mendoza, Eduardo Vilches, Jaime Pizarro, Rubén Espinoza, Juan Carlos Peralta, Marcelo Barticciotto, Rubén Martínez. Técnico: Mirko Jozik.

Colo-Colo 3-0 Olimpia

Data: 5/6/1991
Local: Monumental, Santiago (Chile)
Libertadores: Final, volta
Árbitro: José Roberto Wright (Brasil)

Colo-Colo: Daniel Morón, Miguel Ramírez, Lizardo Garrido, Javier Margas, Gabriel Mendoza (Leonel Herrera), Eduardo Vilches, Jaime Pizarro, Rubén Espinoza, Juan Carlos Peralta, Marcelo Barticciotto, Luis Pérez. Técnico: Mirko Jozik.

Olimpia: Jorge Battaglia, Juan Ramírez, César Castro, Remigio Fernández, Silvio Suárez, Jorge Guasch, Fermin Balbuena (Cristóbal Cubilla), Adolfo Jara Heyn (Carlos Guirland), Luis Alberto Monzón, Carlos Torres, Gabriel González. Técnico: Luis Cubilla.

Gols: Luis Pérez (12' e 17'), Leonel Herrera (84').

Fechar