Boca Juniors elimina o Palmeiras e encara o River Plate na final

Time argentino sai na frente, toma susto no Allianz Parque, mas despacha o Palmeiras outra vez com a estrela de Benedetto. Vem aí o Superclássico!

Um inédito Superclássico em uma final de Copa CONMEBOL Libertadores! O que parecia só um sonho quando a chave dos mata-matas se desenhou virou realidade para Boca Juniors e River Plate, finalistas do torneio em 2018. Após ver o maior rival eliminar o Grêmio na terça, em Porto Alegre, o Boca segurou o Palmeiras em São Paulo, no Allianz Parque, e garantiu a segunda vaga na decisão com um empate em 2 a 2. Foi a terceira vez que o clube argentino eliminou o Verdão na cidade na história da Copa: 2000, 2001 e 2018.

Com a vantagem de 2 a 0 conquistada no jogo de ida, o Boca tomou um susto logo aos nove minutos, quando Bruno Henrique abriu o placar para o Palmeiras. A explosão dos palmeirenses no Allianz deu lugar a decepção, minutos depois, quando o árbitro de vídeo anulou a jogada marcando corretamente impedimento de Deyverson no início do lance. Não demorou para Ábila encontrar um espaço na zaga brasileira e tornar a missão alviverde ainda mais complicada: 1 a 0.

A euforia do torcedor local baixou e o Palmeiras passou a ter dificuldade de criar diante de um Boca que já carregava um resultado de 3 a 0 no agregado. O Verdão foi para o intervalo com a missão de buscar quatro gols nos últimos 45 minutos da semifinal. E o time reagiu no início da segunda etapa, com gols de Luan e Gustavo Gómez, de pênalti. O estádio voltou a ferver. Mas não demorou a murchar de novo, quando Benedetto, mais uma vez, saiu do banco para acertar o gol palmeirense: 2 a 2.

O argentino, herói da vitória em La Bombonera com dois gols, finalizou três vezes nos dois jogos da semi. Sem erro: três gols. Restou ao Boca esperar o tempo passar e fazer a festa com a sua torcida na casa do adversário. Agora é recuperar as energias para um espetacular duelo contra o River Plate!

Fechar