Acredita! De virada, Atlético-MG vence Zamora, enlouquece o Mineirão e reage na Libertadores

Galo perdia por 2 a 0, mas muda de atitude no segundo tempo para se manter na briga por vaga nas oitavas de final da Copa

Foram 45 minutos iniciais de apreensão. No fim, 45 minutos de catarse. Com uma virada impressionante no segundo tempo, o Atlético-MG venceu de virada o Zamora por 3 a 2, na noite desta quarta-feira (3), somou os seus primeiros pontos no Grupo E da Copa CONMEBOL Libertadores e se manteve vivo na disputa perla classificação às oitavas de final - confira detalhes e números do duelo.

Erickson Gallardo e Guillermo Paiva anotaram os gols venezuelanos. Maicon Bolt, Vinicius e Fábio Santos, de pênalti, comandaram a reação. O resultado deixou o Galo na terceira colocação em seu grupo, com três pontos, atrás de Cerro Porteño (nove) e Nacional (seis), mas com dois confrontos diretos pela frente para tentar vaga nos mata-matas. 

Zerado em pontos e na lanterna do Grupo E, o Zamora viu aumentar a sequência negativa de derrotas pela Copa para 16 derrotas consecutivas.

No papel, o Atlético-MG criou a expectativa de uma proposta ofensiva, com apenas um volante (Zé Welison) e uma linha ofensiva com quatro homens no meio de campo (Elias, Luan, Maicon e Cazares) para municiar Ricardo Oliveira no ataque. Em campo, o Galo não era criativo e estava desmantelado na defesa, especialmente nas laterais.

Alçado a titular na direita, Guga mostrou nervosismo e virou alvo dos contra-ataques do Zamora. Aos 17 minutos, Maza driblou o defensor atleticano e cruzou para o baixinho Gallardo, com 1,67m de altura, abrir o placar de cabeça e emudecer o Mineirão. Instantes antes, Luan havia acertado a trave.

Os venezuelanos seguiram explorando os buracos defensivos, mas mudou de lado. Pelas costas do lateral-esquerdo Fabio Santos, novas oportunidades surgiram, e Gallardo quase marcou de novo, chutando à esquerda do gol de Victor. O Galo 

Aos 45 minutos, a defesa do Atlético parou e pediu impedimento. A arbitragem manteve a jogada, Óscar Hernández avançou sem marcação e apenas rolou para Paiva empurrar para o gol e ampliar.

Mesmo desorganizado e precisando da virada, o Atlético-MG voltou do intervalo sem alterações na equipe. Paiva quase ampliou para Zamora, em lance que driblou Victor fora da área, mas errou o chute sem goleiro. O Galo, no entanto, recuperou o fôlego aos 51 minutos, com Maicon Bolt, que descontou de cabeça após cruzamento de Luan.

Os 20 minutos finais foram alucinantes. Aos 72, Ricardo Oliveira recebeu na área e chutou, a bola desviou em Vinicius, que acabara de entrar no lugar de Elias, e entrou. Na sequência, o Zamora ficou com um jogador a menos, após Hernandéz levar cartão vermelho.

A virada veio aos 80 minutos, em cobrança de pênalti de Fábio Santos. Galo forte e vivo na Libertadores!

Fechar