Por que Cazares é a força do Atlético-MG na volta ao Uruguai pela Copa Libertadores

Meia equatoriano marcou gol e deu duas assistências em jogos contra uruguaios nesta Copa. Galo visita o Nacional para se reabilitar na competição

O Atlético-MG volta a campo nesta terça-feira pela Copa CONMEBOL Libertadores em solo conhecido. Assim como nas duas fases anteriores à de grupos, o confronto será no Uruguai, agora diante do Nacional. O Galo busca reabilitação na competição após derrota na estreia para o Cerro Porteño (PAR) e conta com a força do meia Juan Cazares como arma. 

Nos jogos no Uruguai este ano, nenhum outro jogador participou mais de gols do que Cazares: três. Ele marcou gol e deu uma assistência na vitória por 2 a 0 sobre o Defensor, na Fase 3, e deu outra assistência no empate por 2 a 2 contra o Danubio, na Fase 2. Também contra o Danubio, no jogo de volta, deu mais uma assistência na vitória por 3 a  2, em Belo Horizonte. 

Cazares é um dos destaques do Atlético-MG na competição também pela sua artilharia pesada. Ele deu 25 chutes ao gol nos cinco primeiros duelos, sendo o que mais arrisca arremates. Curiosamente, seu gol contra o Defensor foi de cabeça, mas ele tem exigido defesas dos goleiros adversários. 

O Galo também conta com os gols de Ricardo Oliveira, artilheiro do time na competição com quatro gols. Foram todos contra o Danubio, dois na ida e dois na volta. É esperar que o retorno ao Uruguai possa inspirar o artilheiro, que passou em branco nos dois últimos jogos. 

O Atlético-MG está no Grupo E da Libertadores, que além de Cerro e Nacional conta com o Zamora (VEN). 

Fechar