Atlético-MG faz três, vence o Danubio e avança para a terceira fase da Copa CONMEBOL Libertadores

Galo começa avassalador no Independência, mas sofre dois gols e conquista vaga com emoção. Atacante marca dois e vira artilheiro da Copa

Avassalador, mas nem tanto! O Atlético-MG passou por cima do Danubio na primeira meia hora de jogo no Independência, mas acabou passando por emoções inesperadas antes de vencer por 3 a 2 e carimbar sua vaga na terceira fase da Copa CONMEBOL Libertadores . O Galo jogava por dois empates por conta no resultado (2 a 2) conquistado na ida, no Uruguai, mas se sofresse o terceiro gol estaria eliminado no critério de desempate. Veja as estatísticas e melhores lances do jogo .

Luan abriu o caminho para delírio da torcida que lotou o estádio em Belo Horizonte aos 15 minutos, ao aproveitar de cabeça um rebote do chute de Cazares. Não demorou para o novo artilheiro da Libertadores aparecer e repetir a dose da partida de ida.

Ricardo Oliveira, autor de dois em Montevidéu, converteu com categoria um pênalti que ele mesmos sofreu, aos 26. Dois minutos depois, o veterano de 38 anos disparou de novo diante do goleiro do Danubio para driblá-lo e deixar o Atlético com larga vantagem no placar. Com quatro gols na Copa, ele é o máximo artilheiro do torneio.

O experiente atleticano subiu para o grupo dos oito maiores artilheiros do Brasil na história da Libertadores, com 18 gols, passando Pelé e Robinho (17 cada).

Parecia tudo muito fácil para o Galo. Só parecia. Um pênalti convertido por Grossmüller no último lance do primeiro tempo recolocou o Danubio na partida. O Atlético-MG voltou desligado para a etapa final e Siles, logo aos 13, mandou uma bomba de fora da área para tornar o confronto emocionante: 3 a 2.

Os mais de 22 mil atleticanos no Independência sofreram até o apito final. Mas a vaga está confirmada: o Galo encara o Defensor Sporting, do Uruguai, na Fase 3. Por conta de uma escalação irregular dos equatorianos, o placar da ida ficou em 3 a 0 para os uruguaios.

Fechar