Com 1 gol a cada 38 minutos, Atlético-MG vai ao ataque por vaga na fase de grupos da Copa CONMEBOL Libertadores

Galo balançou redes sete vezes em três partidas e está em vantagem no confronto com o Defensor. Jogo de volta será nesta quarta, no Horto

Nas três partidas que disputou nesta Copa CONMEBOL Libertadores, o Atlético-MG anotou, em média, um gol a cada 38 minutos. É o melhor retrospecto entre as oito equipes que estão na Fase 3. A força ofensiva é o pilar do Galo na busca por uma das quatro vagas ainda abertas na fase de grupos.

Foi graças ao poder de seu ataque que o time brasileiro ficou em vantagem no confronto com o Defensor, vencendo o jogo de ida por 2 a 0, em Montevidéu. Por isso, depende de qualquer empate ou pode até perder por 1 a 0 na partida de volta, nesta quarta-feira (27), no Estádio Independência, em Belo Horizonte, para garantir a classificação - assista aos melhores momentos do primeiro confronto: 

Com Ricardo Oliveira entre os artilheiros da Copa, com quatro gols, o Galo lidera algumas estatísticas ofensivas da Libertadores. Além de estar entre os melhores ataques, que balançou redes por sete vezes, é a equipe com melhor eficiência nas finalizações, com 57,7%.

Quando ataca, o Atlético também desponta pelo aproveitamento nas jogadas aéreas. São sete cabeçadas certeiras nas metas adversárias, que já renderam quatro gols na competição. Desta forma, o zagueiro Réver e o meia Juan Cazares aseguraram a vitória no jogo de ida contra o Defensor.

Outro ponto que pode contribuir para a eficiência ofensiva do Galo na partida desta quarta é a vulnerabilidade do rival. Nenhuma equipe cedeu mais chutes a gol até o momento nesta Libertadores do que os uruguaios, com 106 arremates dos adversários.

O vencedor do duelo entre Galo e Defensor irá para o Grupo E, com Nacional-URU, Cerro Porteño e Zamora.

Fase 3 Copa Libertadores 2019

Fechar