Athletico: a força de um Furacão que impõe respeito na Arena da Baixada

Clube joga a Libertadores pelo segundo ano seguido pela primeira vez em sua história e, após dois títulos de Copas, quer a inédita Glória Eterna

"Athletico, Athletico, Conhecemos seu valor!". 

O trecho do hino do clube é mantra pros jogadores. Quem quiser brigar que brigue, mas uma força poderosa se formou em torno do Athletico Paranaense e cresceu ainda mais nos últimos anos. Em 2018, campeão da CONMEBOL Sul-Americana. Em 2019, campeão da Copa do Brasil. O Furacão vence. E como vencedor chega à mais uma disputa de CONMEBOL Libertadores. 

Principalmente em seu temido território, o clube espera fazer a diferença. É na Arena da Baixada, a casa do rubro-negro paranaense. Onde o torcedor se sente mais forte e empurra o time para as vitórias. Vira caldeirão. Onde os jogadores conhecem cada espaço do campo e maltratam os adversários. 

A Arena é a casa do Furacão e foi lá onde parte do elenco participou de uma produção especial para os canais da Libertadores antes da estreia no Grupo C de 2020. O General Thiago Heleno, o Comandante Lucho González, o capitão Wellington, o craque Nikão, a estrela Adriano. Os athleticanos posaram para um ensaio de fotos especiais e falaram da expectativa para ir longe na Copa. 

Athletico especial Libertadores

Ano passado, o Furacão parou no gigante Boca Juniors nas oitavas de final, mas a campanha em casa foi especial. Na Fase de Grupos, três vitórias, sem sofrer um gol, inclusive contra o Boca. Um triunfo histórico contra os argentinos por 3-0. Teve 4-0 no Jorge Wilstermann-BOL, que volta a cair no mesmo grupo este ano, e 1-0 no Tolima-COL. Confiança de sobra. 

"A Arena é nossa casa, nosso caldeirão, onde contamos com total apoio do torcedor e onde o adversário chega com respeito. A gente está consciente de que pode ir muito longe este ano", afirma Thiago Heleno. Ouça mais em um PODCAST especial do Athletico gravado pela equipe de conteúdo da Libertadores.

Alguém duvida? O Furacão já mostrou que tem força. Não resta dúvidas. Vice-campeão em 2005, o Athletico agora almeja voos mais altos. E a caminhada começou em casa, com vitória por 1 a 0 sobre o Peñarol.

 

Fechar