As curiosidades e fatos de Vasco 0 x 4 Cruzeiro

Equipe carioca é goleada em São Januário e após 33 anos, não se classifica para às oitavas de final da Libertadores

Apenas a vitória interessava. No entanto, o Vasco foi goleado pelo Cruzeiro por 4 a 0, na noite da última quarta-feira (2), em São Januário, e deu adeus a qualquer possibilidade de seguir sonhando com uma vaga nas oitavas de final. 

Com apenas dois pontos em cinco jogos disputados (dois empates e duas derrotas), a equipe comandada por Zé Ricardo vem fazendo a sua pior campanha na história da competição, após ter sofrido os gols de Léo, Thiago Neves e Sassá (dois). 

Desta forma, a Goal aponta os principais fatos e curiosidades que marcaram o duelo. Confira!

Thiago Neves GFX

O algoz: Thiago Neves provou mais uma vez que é carrasco da equipe carioca. Em 17 jogos disputados, marcou oito tentos contra o cruz-maltino.

O baque do gol impedido: Vasco até começou os primeiros minutos bem, mas o gol impedido de Léo, logo aos nove, abalou a equipe.

Equipe da Série A com mais derrotas em 2018: o Vasco passou a ser a equipe que mais sofreu revés no ano. Até o momento, registra nove resultados negativos. Santos, São Paulo, Corinthians e Vitória vem logo atrás com oito.

Prejuízo financeiro: somando os US$ 750 mil das oitavas da Libertadores e os US$ 300 mil da 2ª fase da Sulamericana, o prejuízo acumulado do clube carioca pode chegar a US$ 1,05 milhão.

Torcida confusao Vasco Cruzeiro Libertadores 02052018
Foto: Getty Images

Eliminado na fase de grupos: Após 33 anos, o Vasco voltou a não se classificar para às oitavas de final da Liberta. A última vez que o clube caiu ainda na fase de grupos foi em 1985, quando registrou três empates e três derrotas.

O retorno de Kelvin: após 10 meses afastado dos gramados se recuperando de uma lesão, o jovem voltou a ser relacionado, mas não conseguiu evitar a derrota em casa.

Dedé GFX

Dedé, o Mito: atualmente no Cruzeiro, o zagueiro foi aplaudido pelos torcedores após o apito final. Foi a primeira vez que ele retornou ao estádio após a sua saída em 2013. Em 160 jogos com a camisa do Vasco, marcou 19 gols, com título da Série B em 2009 e Copa do Brasil de 2011.

Eurico Miranda deixa São Januário: o ex-presidente do clube carioca deixou a Colina com 20 minutos do segundo tempo, quando já estava perdendo por 4 a 0.

 

Fechar