Árbitro chileno apita a primeira final entre Boca Juniors e River Plate

Roberto Tobar já esteve em dois jogos do Boca na Libertadores deste ano e comandou também uma vitória do River na fase de grupos

A primeira final entre Boca Juniors e River Plate, marcada para este sábado, às 17h (de Brasília), em La Bombonera, será apitada por um chileno. Roberto Tobar é o árbitro escalado para a maior final que os rivais argentinos disputarão em sua história.

Christian Schiemann e Claudio Ríos, também chilenos, serão os auxiliares. Julio Bascuñán, outro do Chile, vai comandar o VAR. Ainda não há confirmação da arbitragem para a final de volta, no dia 24 de novembro, no Monumental de Nuñez.

Tobar apitou dois jogos do Boca na Copa CONMEBOL Libertadores de 2018, ambos contra o Palmeiras. Foi o árbitro da vitória brasileira por 2 a 0 na fase de grupos e também do triunfo argentino, pelo mesmo, na semifinal, também na Bombonera. O chileno esteve na vitória por 1 a 0 do River sobre o Santa Fe, pela fase de grupos.

Quem é Tobar

Ele foi eleito o melhor árbitro do Chile em 2013 e 2014 e, desde 2011, faz parte do quadro da FIFA. Tobar apita competições internacionais desde 2014. Aos 40 anos, o árbitro apitou a Recopa Sul-Americana de 2017 entre Atlético Nacional e Chapecoense. Também esteve em três jogos das Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo de 2018.

Fechar