6 a 1 é a única goleada da história de Palmeiras x Boca Juniors

Das oito vitórias que o Verdão conquistou sobre o Boca, apenas uma daria a vaga sem necessidade de pênaltis nesta quarta: a histórica goleada de 1994

Palmeiras e Boca Juniors jogam nesta quarta-feira, às 21h45, no Allianz Parque, pela Copa CONMEBOL Libertadores, pela 25a vez na história do confronto. Uma única vez, desde o primeiro duelo em 1935, o resultado que hoje seria suficiente para o Verdão avançar à final aconteceu. Foi justamente o mais elástico de todos, a goleada por 6 a 1, no antigo Palestra Itália, pela fase de grupos da Libertadores de 1994. É a única das oito vitórias palmeirenses sobre o Boca com o placar que garantiria a vaga nesta quarta sem necessidade de pênaltis.

Fora o 6 a 1, maior derrota internacional da história do clube argentino, as maiores vitórias do Palmeiras sobre o Boca Juniors foram por dois gols de diferença. O placar de 2 a 0, feito pelo Verdão em La Bombonera na fase de grupos deste ano, em abril, aconteceu outras duas vezes, nos anos 50 e 60. Caso isso se repita nesta quarta, a disputa irá para os penais, já que os argentinos venceram justamente por 2 a 0 na semana passada, em Buenos Aires. 

Pelas quartas de final da Copa Mercosul de 1998, o Verdão venceu em casa por 3 a 1, placar este que não serve nesta semifinal por conta do critério do gol qualificado. O Boca será finalista se perder por dois de diferença, desde que balance a rede do Palmeiras no Allianz Parque. Ou seja: só goleada basta ao Verdão para ir "direto" à sua quinta final na história.

Esta é a terceira vez que Palmeiras e Boca disputam um mata-mata de Libertadores. Os argentinos levaram a melhor nas duas anteriores, a final de 2000 e a semi de 2001. No último encontro em São Paulo, também no Allianz Parque, há seis meses, as equipes empataram em 1 a 1, com dois gols no fim do jogo.

O Boca já venceu o adversário quatro vezes na história, nenhuma delas por goleada. Houve 13 empates.

Fechar