17 coisas que você precisa saber sobre o Cruzeiro na Copa Libertadores

Raposa entra em busca do tricampeonato sendo um dos clubes do Brasil que mais vezes jogaram o torneio. Confira números e curiosidades da equipe celeste

O Cruzeiro estreia nesta quinta-feira na Copa CONMEBOL Libertadores, às 19h, contra o Huracán, pela 17ª vez na história da competição. É o último brasileiro a ir a campo na edição de 2019. Há 17 coisas que você precisa saber sobre a Raposa, campeão em 1976 e 1997, em busca do tri.

1 - O Cruzeiro é um dos clubes brasileiros mais presentes na história da Copa. Só disputou a competição menos vezes do que Palmeiras, Grêmio e São Paulo, todos estes com 19 participações.

2 - A Raposa ergueu sua primeira taça logo em sua terceira participação, em 1976. Foi o segundo clube a conquistar a América, só depois do Santos de Pelé, bicampeão nos anos 60. A final foi contra o River Plate, decidida num terceiro jogo, em campo neutro, em Santiago, no Chile, mesmo palco da inédita final única de 2019.

3 - O Cruzeiro é o único clube brasileiro que jamais foi eliminado antes das fases mata-mata da Libertadores. As piores campanhas terminaram nas oitavas de final.

4 - O clube mineiro está entre os brasileiros com mais vitórias na Copa: 90, mesmo número do São Paulo. Só fica atrás de Grêmio (95) e Palmeiras (92).

5 - O Cruzeiro está a quatro gols de atingir a marca de 300 em sua história na Libertadores. É o segundo melhor ataque do Brasil, atrás do Palmeiras (311).

Cruzeiro Libertadores 1997

6 - O goleiro Fábio é o terceiro atleta brasileiro que mais vezes atuou pela Copa. São 75 partidas, atrás apenas de Rogério Ceni, ex-goleiro do São Paulo, que tem 90, e Danilo, 82. É o jogador que mais jogou a competição pelo Cruzeiro.

7 - Henrique é outro atleta do atual elenco com vasta experiência na Libertadores: são 62 jogos.

8 - Palhinha, campeão em 1976, é o maior artilheiro do Cruzeiro na Copa, com a incrível marca de 20 gols em 21 partidas.

9 - Elivélton, autor do gol do título na final contra o Sporting Cristal, em 1997, é um herói inesperado. O ex-atacante tem apenas dois gols pelo Cruzeiro na Libertadores.

Elivelton Cruzeiro Libertadores 1997

10 - As maiores goleadas da Raposa aconteceram neste século, ambas pelo mesmo placar: 7 a 0. A primeira foi sobre o Real Potosí, em 2010, enquanto que a segunda aconteceu no ano passado, diante da Universidad de Chile.

11 - Uma das maiores vitórias fora de casa do Cruzeiro também é recente: 4 a 0 sobre o Vasco, no Rio, na última edição.

12 - A maior derrota como mandante aconteceu nesta década, em 2015: 3 a 0 para o River Plate, terminando com eliminação para os argentinos, que terminaram campeões.

13 - Entre 1998 e 2004, o Cruzeiro emplacou sua maior série invicta na história da Libertadores, chegando a 14 jogos de invencibilidade.

14 - Além dos dois títulos, a Raposa tem dois vices: perdeu as finais de 1977, para o Boca Juniors, e de 2009, para o Estudiantes.

AFP Cruzeiro Copa Libertadores 2019

15 - Nas últimas sete Copas, o Cruzeiro sempre jogou ao menos uma vez como visitante na Argentina: são duas vitórias, dois empates e sete derrotas.

16 - A Raposa jogará a Libertadores pela décima vez neste século, sendo um dos brasileiros mais presentes no período.

17 - Joãozinho é o primeiro herói de título do Cruzeiro: marcou aos 43 do segundo tempo na final de 1976: vitória por 3 a 2 sobre o River.

Fechar